setembro, 2017

Ácido hialurônico é o queridinho da vez

Muitas famosas estão recorrendo ao uso do ácido hialurônico na busca por uma pele mais jovem, lisa, firme e bem hidratada. O ácido hialurônico é uma molécula que já possuímos no organismo, responsável por atrair e reter a água ao seu redor, dando mais juventude, firmeza e textura homogênea à pele.
Depois dos 25 anos, porém, o corpo humano começa a diminuir a produção da substância, evidenciando os primeiros sinais de envelhecimento, tal como as indesejadas rugas. Diante disso, a aplicação do ácido proporciona maior hidratação e pode ser usada para corrigir rugas, olheiras, lábios finos, entre outras, oferecendo um resultado natural.
Para rejuvenescer a pele, o ácido hialurônico pode ser aplicado em forma de cremes e injeções. Na forma injetável, o processo é realizado por meio de agulhas/cânulas de diferentes dimensões e calibres, e visa hidratar o local e/ou repor o volume perdido com o envelhecimento. Na forma de creme, o ativo atrai moléculas de agua que conferem mais viço e firmeza a pele local.
Ácido hialurônico não é botox
Há quem confunda o procedimento com a aplicação de toxina botulínica, o popular botox, mas isso não é correto. A ação do botox é paralisar o músculo de determinada região, impedindo a contração e, consequentemente a formação de rugas, além de suavizar os vincos. Já o ácido hialurônico repõe o volume perdido de determinadas áreas da face, preenche sulcos e melhora o contorno do rosto.
O tratamento com a substância não é definitivo e exige manutenção num período de 6 meses a 2 anos, em média.