julho, 2017

Lipolaser: uma das mais modernas técnicas de lipoaspiração

Uma das cirurgias mais requisitadas nos consultórios médicos hoje, segundo a International Society of Aesthetic Plastic Surgery, (ISAPS), a lipoaspiração é também um dos procedimentos que mais evoluiu nos últimos anos dentro do ramo da cirurgia plástica. Entre as tecnologias atualmente disponíveis, está a lipoaspiração a laser, mais conhecida como lipolaser, uma das que tem apresentado melhores resultados, especialmente no pós-operatório.

Segundo o cirurgião plástico Rogério Matoso, a lipolaser espolia menos o paciente e facilita o processo de cauterização, evitando grandes perdas de sangue durante o procedimento. Isso permite que haja melhor retração da pele na região operada, agilizando o processo de recuperação. “A lipolaser nos permite liberar os pacientes para suas atividades de forma mais rápida, com mais conforto e segurança. Nesses casos, o retorno geralmente se dá em torno de três a quatro dias, enquanto na lipoaspiração convencional, o afastamento costuma durar entre sete e dez dias”.

Esse encurtamento do pós-operatório se deve ao próprio modo de funcionamento da técnica. Na lipoaspiração convencional, o excesso de gordura é sugado por meio das cânulas do aparelho. Já na lipolaser, a gordura é primeiramente dissolvida pela ação do laser e depois absorvida por uma cânula especial ligada ao aparelho. Tal processo faz com que a remoção seja um pouco menos agressiva.

Cuidados e pós-operatório

Entretanto, assim como as demais técnicas, a lipolaser é um procedimento invasivo, que deve ser realizado em ambiente hospitalar, com infraestrutura e segurança adequadas, e por um cirurgião plástico capacitado, com experiência e domínio da tecnologia. Da mesma forma, ela não deve ser recomendada a pacientes que se encontram muito acima do peso e desejam emagrecer. “A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico para retirada da chamada ‘gordura localizada’. Seu objetivo é melhorar o contorno do corpo, atuando em áreas especificas como abdome, flancos, cintura, coxas etc.”, comenta Matoso.

O fato de promover uma recuperação mais rápida também não significa que a lipolaser exclua o pós-operatório. Pelo contrário, o paciente operado deve tomar os mesmos cuidados que com as demais técnicas, fazendo uso de cinta modeladora, tomando os medicamentos receitados, repousando, realizando drenagem linfática, entre outros.